17/07/2024

Folha do Norte da Ilha

O jornal mais tradicional do norte da Ilha de Santa Catarina

Abrajet Nacional é homenageada no Senado pela passagem do 65º aniversário de fundação

O Plenário do Senado realizou nesta segunda (07), uma sessão especial em homenagem aos 65 anos da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet). A sessão foi conduzida pelo senador Eduardo Gomes (PL-TO), que destacou a força do setor para a economia nacional e a relevância de viagens de turistas de países vizinhos ao Brasil.

“Hoje o turismo emprega 7 milhões de pessoas, e responde por mais de 8% do PIB [produto interno bruto]. Dados do Ministério do Turismo mostram que em 2019 recebemos 7 milhões de turistas estrangeiros. Mais da metade veio de países vizinhos. Assim, a Abrajet vem se projetando como uma entidade bastante atuante não só no Brasil, mas também no exterior”, disse Gomes, em referência à atuação da Abrajet em fóruns turísticos de nações latino-americanas, assim como parcerias da entidade com associações desses países que dão a jornalistas a oportunidade de visitar o Brasil para divulgar as atrações brasileiras.

Evandro Novak entregou o troféu 65 anos ao senador Eduardo Gomes

O presidente da Abrajet, Evandro Novak, também destacou a força do turismo e a atuação da entidade na divulgação do Brasil no exterior. “ O turismo é essa indústria em que, a cada quatro empregos criados no mundo, um é destinado ao turismo. Isso mostra o quanto nosso trabalho é relevante para o desenvolvimento do Brasil, para divulgar o potencial turístico que temos. Isso se transcreve através de informações positivas, porque quem fala de turismo, fala de coisas boas”, afirmou Novak.

Já o ex-presidente da associação Cláudio Magnavita pediu que os atores políticos priorizem pautas relevantes visando ao fortalecimento do turismo no Brasil. Nessa pauta, estão a diminuição do preço das passagens aéreas, o incremento do orçamento do Ministério do Turismo e a manutenção da isenção de vistos para turistas de EUA, Canadá, Austrália e Japão. “

Precisamos tratar do preço das passagens aéreas, nunca foi tão caro viajar no Brasil. Como vamos fazer turismo se você paga ida e volta do Rio para Brasília o equivalente a uma passagem para Miami ou Europa? Precisamos que o Parlamento, especialmente o Senado, se debruce e traga o questionamento também do orçamento do Ministério, a questão dos vistos, o preço das passagens aéreas, a forma como encolheu o Ministério do Turismo”, disse Magnavita.

Da redação com informações da Agência Senado
Foto: Divulgação/Agência Senado