15/04/2024

Folha do Norte da Ilha

O jornal mais tradicional do norte da Ilha de Santa Catarina

Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros Militar comemora 13 anos

O Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) está comemorando neste mês, 13 anos de história. Os números alcançados são expressivos: 13 mil ocorrências e quase 11 mil pessoas atendidas/socorridas por meio de um serviço aeromédico especializado, com aeronaves devidamente configuradas e tripuladas com equipe de saúde.

O BOA atua em parceria com o Grupo de Resposta Aérea de Urgência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. É responsável por atividades de resgate e transporte aeromédico especializado, combate a incêndios, busca e salvamento, atendimento pré-hospitalar, prevenção, proteção ao meio ambiente, defesa civil, e apoio aos demais Órgãos do Estado, municípios e União com o uso de suas aeronaves denominadas Arcanjos.

História

O BOA foi ativado no dia 20 de janeiro de 2010, data em que atendeu a primeira ocorrência às 17h20. Foi um acidente de trânsito entre um carro e um caminhão na BR-282, com uma pessoa presa em ferragens. Somente alguns dias depois, em 2 de fevereiro daquele ano, por meio do Decreto Estadual nº 2.966, é que foi oficialmente criado e ativado o Batalhão de Operações Aéreas, com sede em Florianópolis.

Entrega do primeiro Arcanjo ao BOA em solenidade na sede do Comando

O nome Arcanjo é uma homenagem ao nome do helicóptero do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que teve papel fundamental no resgate de vítimas da grande enchente de 2008, que assolou o Vale do Itajaí. Na ocasião foi realizada a Operação Arca de Noé, uma das maiores de socorro aéreo já montadas no país. Vieram cerca de 30 aeronaves, entre elas das Forças Armadas, Bombeiros Militar de MG, Polícia Rodoviária Federal e até do Ibama. Sendo que o apoio do Arcanjo mineiro foi essencial na resposta da operação.

Da redação: com informações da Secom
Fotos: Divulgação Secom