Governador inspeciona Hospital Florianópolis para verificar atendimento a pacientes

Pinho Moreira foi conferir pessoalmente como está o atendimento da população que procura o hospital

O compromisso de cuidar com prioridade a saúde dos catarinenses levou o governador Eduardo Pinho Moreira pessoalmente ao Hospital Florianópolis na tarde do dia 28, para ouvir dos pacientes e da direção como está o funcionamento da unidade e o atendimento à população. A intervenção na administração do hospital foi uma das primeiras medidas de Moreira – que é médico – na área da Saúde, assim que assumiu o Governo.

O governador revelou que decidiu intervir imediatamente quando tomou conhecimento de que o hospital não tinha nem medicamentos. “Conseguimos corrigir o problema em pouco tempo e não há satisfação maior do que entrar aqui hoje e ouvir de um paciente que ele está sendo bem tratado, que tem remédio e que o atendimento é profissional e humanizado”, observou o governador. Moreira adiantou que as visitas serão recorrentes: “Pode ser pela manhã, à tarde ou à noite, meu compromisso é cuidar de perto dos assuntos da Saúde”, enfatizou.

Em um dos corredores, acompanhando a mãe que está internada há uma semana no Hospital Florianópolis, Ironildes Meira disse que está satisfeita com o atendimento. “Não nos faltou nada, a equipe é atenciosa, o tratamento está sendo bom e a limpeza do hospital também me chama a atenção de forma muito positiva”, relatou.

Balanço

Depois de visitar o hospital, o governador acompanhou uma apresentação do diretor do Instituto Ideas – Organização Social que assumiu a administração do Hospital há pouco mais de um mês. Entre os principais números do balanço feito pelo médico Marcello Alberton Herdt, diretor técnico do Hospital, estão 6 mil atendimentos na emergência e 170 cirurgias realizadas, entre procedimentos de ortopedia e cirurgia geral.

“Quando chegamos aqui, concentramos todos os esforços em prover medicamentos e insumos que faltavam para assegurar essa retomada de atendimentos e de realização de cirurgias”, acrescentou o diretor. Herdt recebeu um pedido especial do governador para que os cuidados com a manutenção da estrutura e dos equipamentos sejam uma meta de trabalho. “Depois que as coisas se deterioram, fica muito mais caro consertar”, alertou o governador.
O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, acompanhou a visita do governador e disse que o que foi realizado no Hospital Florianópolis é uma mostra dos desafios que serão vencidos em todas as regiões na área da Saúde. “Nossa prioridade é levar um serviço de qualidade a quem ainda não o tem. Toda a forma de gestão compartilhada e regulada que estamos implantando quer levar o atendimento mais rápido a quem precisa e sofre nas filas de espera”, afirmou Casagrande.

Da redação: Francieli Dalpiaz /Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.