20/04/2024

Folha do Norte da Ilha

O jornal mais tradicional do norte da Ilha de Santa Catarina

Ministério do Turismo certifica 10 Destinos Turísticos Inteligentes

O ministro do Turismo, Carlos Brito, entregou no dia 23 de agosto, em Brasília, certificados de “Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) em Transformação” a 10 cidades brasileiras. As localidades participaram de um projeto-piloto que teve como objetivo estabelecer diretrizes e um formato nacional para transformar destinos turísticos em territórios mais atrativos, com a oferta de melhores experiências e serviços mais acessíveis, seguros e comprometidos com a sustentabilidade.

Na região Sul, as cidades escolhidas foram Florianópolis(foto) e Curitiba

A ação envolveu duas cidades de cada região do país: a capital federal, Brasília, e Campo Grande (Centro-Oeste): Recife/PE e Salvador/BA (Nordeste); Rio de Janeiro/RJ e Angra dos Reis/RJ (Sudeste); Florianópolis/SC e Curitiba/PR (Sul); Rio Branco/AC e Palmas/TO (Norte). Um DTI tem como foco a incorporação de novas tecnologias, alinhadas a estratégias de marketing, sustentabilidade e acessibilidade, entre outras.

Os locais foram selecionados a partir de critérios como conectividade, disponibilização de internet pública gratuita e índices de empreendedorismo e de desenvolvimento humano, entre outros. O projeto-piloto buscou adaptar ao Brasil a metodologia de DTI criada na Espanha, em 2012, pela SEGITTUR (Sociedad Mercantil Estatal para la Gestión de la Innovación y las Tecnologías Turísticas).

A adaptação foi possível graças a uma parceria do MTur com o Instituto Ciudades del Futuro, que acompanha comunidades da Argentina na concepção e implantação de ações inovadoras. No Brasil, o projeto tem como eixos metodológicos: governança; inovação; tecnologia; acessibilidade; sustentabilidade; segurança; promoção e marketing; mobilidade e transporte; e criatividade.

A iniciativa proporciona benefícios como a ampliação da competitividade turística, o reforço da promoção internacional e a possibilidade de investimentos externos. Em breve, os destinos serão avaliados pelo MTur que vai conceder o Selo DTI aos que cumprirem pelo menos 80% dos planos de transformação.

A cerimônia marcou, ainda, a apresentação do Manual Metodológico DTI Brasil, que orienta o processo de implantação de destinos do tipo (Acesse AQUI). O documento auxilia localidades a se organizarem de forma estruturada gerenciando, de maneira inovadora, o uso de tecnologias adequadas para facilitar o alcance dos parâmetros exigido

Na ocasião, o ministro do Turismo, Carlos Brito, e o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, também assinaram o acordo de cooperação técnica “Inova Turismo”. A parceria envolve ações de inovação em serviços e produtos turísticos que estimulem a competitividade de empresas, especialmente pequenos negócios, e dos destinos turísticos envolvidos.

O evento também contou com a presença do presidente da Embratur, Silvio Nascimento, e de diretores da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo; de todos os secretários nacionais do Ministério do Turismo; do secretário de Turismo do Distrito Federal, William Almeida, e de representantes de cidades certificadas, entre outros.

SEMINÁRIO 

A implantação dos Destinos Turísticos Inteligentes no país foi o tema do Seminário Brasil DTI, promovido em formato híbrido pelo MTur e o Instituto Ciuidades del Futuro e realizado nos 23 e 24 de agosto e transmitido online a partir da sede da ENAP (Escola Nacional de Administração Pública), em Brasília, proporcionou o debate de experiências e metodologias na área.

Foram expostos modelos da Argentina, Espanha, Colômbia, MÉXICO e Uruguai, além dos trabalhos promovidos em Brasília, Recife, Angra dos Reis, Curitiba, Florianópolis e Rio Branco.

Da redação: André Martins/Mtur
Fotos: Caio Vilela/MTur/Divulgação