17/07/2024

Folha do Norte da Ilha

O jornal mais tradicional do norte da Ilha de Santa Catarina

Movimentação de cargas no Porto de Imbituba cresce 5,5% em outubro

O Porto de Imbituba fechou outubro com movimentação de 567,3 mil toneladas e um crescimento de 5,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram atendidos 24 navios no último mês, principalmente de granéis sólidos e contêineres. No acumulado do ano, já passaram por Imbituba mais de 6,3 milhões de toneladas e 246 navios.

Para Beto Martins, secretário de Portos, Aeroportos e Ferrovias do Estado de Santa Catarina, “o Porto de Imbituba vem enfrentando um cenário desafiador por conta dos efeitos climáticos. E, mesmo com esta situação, conseguiu manter os resultados de crescimento que vem apresentando ao longo do ano e segue com a expectativa de obter um resultado superior ao de 2022”.

Já o diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Urbano Lopes de Sousa Netto, explica que o aumento na movimentação no Porto de Imbituba em outubro foi fortemente influenciada pelo fechamento da Barra do Rio Itajaí-açú, que provocou grande alta na operação de contêineres. “Em que pese as dificuldades operacionais enfrentadas, houve aumento de 72,3% no número de contêineres movimentados em relação ao mês anterior, sendo que a Autoridade Portuária, em conjunto com a arrendatária e os órgãos intervenientes, vêm empreendendo todos os esforços para a normalização da prestação do serviço”, complementou o gestor.

Em 2023, o Porto vem apresentando uma média de movimentação de 630 mil toneladas por mês. A maioria das operações foram de exportação (51,6%), que apresentou alta de 38,9% na tonelagem movimentada, se comparado ao realizado de jan-out de 2022. No sentido inverso, as importações garantiram 36,6% da tonelagem total, com retração de 20,4%. Já a cabotagem, navegação dentro do Brasil, representou 11,8% da movimentação do Porto, o que mostra uma queda de 1,4% em relação ao ano passado.

As principais cargas transportadas de janeiro a outubro foram do segmento de granéis sólidos (82,5% do total). No ranking geral de movimentação, aparecem no topo o coque de petróleo, farelos de milho e soja, contêineres, sal e milho. Seguem a lista, os fertilizantes, malte/cevada, hulha betuminosa, toras de madeira, trigo, dentre outros produtos. Segundo dados do Governo Federal, as operações de importação e exportação em Imbituba movimentaram mais de 1,6 bilhão de dólares este ano.

Até dezembro, a expectativa da Autoridade Portuária é que o Porto movimente em torno de 7,3 milhões de toneladas. Se confirmado, o resultado trará um novo recorde histórico anual e um crescimento de 2,5% em relação ao ano anterior.

O Porto de Imbituba fechou outubro com movimentação de 567,3 mil toneladas e um crescimento de 5,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram atendidos 24 navios no último mês, principalmente de granéis sólidos e contêineres. No acumulado do ano, já passaram por Imbituba mais de 6,3 milhões de toneladas e 246 navios.

Em 2023, o Porto vem apresentando uma média de movimentação de 630 mil toneladas por mês. As principais cargas transportadas de janeiro a outubro foram o coque de petróleo, farelos de milho e soja, contêineres, sal e milho.

Até dezembro, a expectativa da Autoridade Portuária é que o Porto movimente em torno de 7,3 milhões de toneladas. Se confirmado, o resultado trará um novo recorde histórico anual e um crescimento de 2,5% em relação ao ano anterior.

Da redação
Foto: Secom/Divulgação