Recursos do Fungetur beneficiam empresas de todo país

Programa do Ministério do Turismo tem o objetivo de promover a manutenção do setor de turismo no Brasil

Os recursos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), disponibilizados pelo Ministério do Turismo, beneficiam empresários de Norte a Sul do país. Em Santa Catarina, por exemplo, foram solicitados quase R$ 100 milhões em financiamentos através da Agência de Fomento catarinense (Badesc), com oferta de mais de R$ 40 milhões para o setor. Já no estado de Rondônia são R$ 50 milhões em crédito para o desenvolvimento do turismo na região, envolvendo melhorias na infraestrutura e geração de emprego e renda.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, o escoamento dos recursos é fruto de um trabalho árduo realizado pelo governo federal para que este montante possa beneficiar os empreendimentos do setor e apoiá-los na retomada. “Desde o início, buscamos facilitar que este recurso fosse atrativo para os empresários e chegassem até a ponta. É muito satisfatório saber que o recurso está ajudando diversas empresas e vai beneficiar ainda mais. Contem com a gente para que a nossa retomada seja ‘A’ retomada”, disse o ministro.

Segundo a Badesc, 371 empresas de Santa Catarina, ligadas ao turismo, já solicitaram os recursos, sendo que 260 delas estão com crédito contratado e o restante está em fase de análise para contratação. Em Rondônia, já foi contratado R$ 1,8 milhão alcançando diversos segmentos da cadeia produtiva do turismo, como hotéis, agências de viagem, restaurantes, lanchonetes, entre outros.

Além destes segmentos, podem ter acesso ao Fungetur acampamentos turísticos, parques temáticos, transportadoras turísticas, casas de espetáculos e equipamentos de animação turística, centros de convenções, empreendimentos de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva, empreendimentos de entretenimento e lazer e parques aquáticos, locadoras de veículos, organizadores de eventos, prestadores de serviços de infraestrutura de apoio a eventos e prestadores especializados em segmentos turísticos.

Crédito –  O Fundo Geral de Turismo é uma linha de financiamento operada com recursos do Ministério do Turismo e que, diante do cenário de crise provocado pela pandemia de Covid-19, disponibilizou R$ 5 bilhões ao setor. Esses recursos permitiram o acesso a crédito a 3.605 empresas localizadas em mais de 600 municípios de todos os estados do país. Ao socorrer empreendedores impactados pela Covid-19 por meio do acesso a crédito no país inteiro, o Fungetur possibilitou que cerca de 33,8 mil empregos fossem preservados.

O financiamento conta com taxas (de até 5% ao ano, acrescida da Selic) e prazos (de até 240 meses) diferenciados para auxiliar empreendimentos turísticos de todo o país, principalmente micro, pequenas e média empresas.

Os recursos podem ser usados tanto para capital de giro quanto para aquisição de bens, como máquinas e equipamentos. Podem ser usados, ainda, para a realização de obras de construção, modernização e ampliação para a retomada de atividades, além de reformas em geral nos empreendimentos paralisados pela pandemia.

Para acessar o Fungetur, é preciso ter registro no Cadastur, o cadastro nacional de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo, e procurar uma das instituições financeiras credenciadas a operar o Fundo Geral de Turismo. As instituições financeiras, por sua vez, fazem a análise dos pedidos e a aprovação da liberação dos recursos. Para saber mais, acesse Aqui..

Da redação: Victor Maciel/Imprensa Mtur

Foto: Roberto Castro/Mtur