20/04/2024

Folha do Norte da Ilha

O jornal mais tradicional do norte da Ilha de Santa Catarina

Turismo de SC arrecada mais de R$ 146 mi nos primeiros quatro meses de 2023

Santa Catarina arrecadou nos primeiros quatro meses do ano, R$146,21 milhões em ICMS turístico, valor que contribuiu muito para a economia catarinense. O número é superior ao mesmo período de 2022 (R$ 123milhões) e maior ainda do que 2019 (R$ 77,5 milhões) – período pré-pandemia. No entanto, esse valor é ainda mais alto, pois ainda há Imposto Sobre Serviços (ISS) que impacta diretamente o setor turístico, não contabilizado pelos municípios, que movimenta a economia da região. Os dados são do Almanach, sistema de inteligência turística desenvolvido pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur).

De acordo com as informações do Almanach, as cidades que mais arrecadaram ICMS turístico nos quatro primeiros meses de 2023 foram Florianópolis, Balneário Camboriú, Joinville, Itajaí e Blumenau. Os dados levam em conta em torno de 60 Cnaes das atividades características do turismo.

Os números mostram a importância do turismo dentro de uma gestão de governo

Para o governador Jorginho Mello os valores arrecadados são excelentes. “Esse ano ao que tudo indica a arrecadação será maior, lembrando que esses dados são apenas de uma temporada. Recentemente lançamos a Estação Inverno para também dar importância a temporada de frio merece e devemos arrecadar ainda mais. Lembrando que o ICMS pago por turistas acaba chegando também até a população catarinense, por meio de serviços essenciais”, afirma.

Já o secretário da Indústria, do Comércio e do Serviço (Sicos) destaca que o Governo está focado em atrair investimentos no setor turístico e contribuir com os que já existem. “Os investimentos para o turismo, além de ajudar os empresários a desenvolver seus negócios, têm sua importância social por manter e ajudar a gerar mais empregos e atrair renda para o Estado”, observa.

“Os números mostram a importância do turismo dentro de uma gestão de governo. O governador Jorginho Mello acertou na criação da Secretaria do Turismo, em criar uma relação de gestão administrativa com outras pastas. Isso cria um ambiente confortável para o investidor. O que transforma Santa Catarina em um produto atrativo e competitivo para que continue aumentando esses números. Santa Catarina está em um ótimo momento, de planejamento, de reposicionamento turístico no Estado. Tenho certeza que nós vamos avançar muito mais nesses números nos próximos anos”, acrescenta o secretário do Turismo, Evandro Neiva.

“A valorização do turismo é uma política pública de Estado. Quando investimos em infraestrutura e promovemos nossas atrações turísticas, geramos empregos diretos e indiretos, incentivamos os negócios locais e estimulamos o desenvolvimento de outros setores. Isto é crescimento econômico sustentável e que diversifica nossa economia”, avalia o secretário da Fazenda, Cleverson Siewert.

Da redação: Pablo Mingoti/Secom
Fotos: Gilberto Gonçalves/FN