17/07/2024

Folha do Norte da Ilha

O jornal mais tradicional do norte da Ilha de Santa Catarina

Valor da produção agrícola catarinense cresce 16,1% em 2022

O valor da produção agrícola catarinense foi de R$ 20,1 bilhões em 2022, o 10º entre as Unidades da Federação, mantendo a posição de 2021. O crescimento foi de 16,1%, em termos nominais, R$ 2,8 bilhões a mais. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio da Pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM). O estudo fornece informações sobre a área plantada ou destinada à colheita, área colhida, quantidade produzida, valor da produção e rendimento médio de 64 produtos agrícolas.

Para o governador Jorginho Mello, os dados são reflexo do catarinense, que tem o dom de trabalhar com a terra e que sempre está atento às inovações tecnológicas do setor. “A agricultura catarinense, grande parte familiar, é sinônimo de riqueza, trabalho e renda. Nós reconhecemos o trabalho árduo e a dedicação de todos os agricultores”.

Os resultados apresentados pelo IBGE “é a prova que Santa Catarina é um estado diferenciado no setor agropecuário e o seu modelo precisa cada vez mais de apoio institucional, estadual e federal, para que continue obtendo resultados como esse na produção, na sanidade animal, e na busca de condições para garantir a permanência das famílias do campo e seus sucessores”, destaca Valdir Colatto, Secretário da Agricultura do Estado.

Destaques da Pesquisa

Santa Catarina é segundo produtor nacional de Arroz (1,2 milhão de toneladas), o quarto produtor nacional de Trigo (439,8 mil toneladas), que teve avanço expressivo (38,1%), com 121 mil toneladas a mais. Outro destaque foi a produção do Feijão (108,1 mil toneladas), que cresceu 9,9% em relação a 2021, e da Aveia (39,5 mil toneladas), que subiu 22,2%.

Em 2022, Santa Catarina voltou a ter a maior produção de Maçã (572,4 mil toneladas) do país, superando novamente a do Rio Grande do Sul (435 mil). Além disso, o Estado voltou a liderar na produção nacional da Maçã, São Joaquim (646,8 mil toneladas) produzia 56,2% da maçã catarinense.

Santa Catarina também lidera a produção nacional da Cebola (492,7 mil toneladas), que cresceu 2,4% e passou a ter o quinto valor de produção no estado, Ituporanga (124 mil toneladas) é o maior produtor nacional do produto, respondendo por 25,1% da cebola catarinense. O Triticale, espécie de cereal híbrido (1,6 mil toneladas) foi o produto que mais avançou (503%).

Área plantada ou destinada à colheita cresce 6,2%

A área plantada ou destinada à colheita nos municípios catarinenses em 2022 foi de 1.670.851 hectares, o 13º estado em área plantada ou destinada à colheita. O acréscimo foi de 6,2% (97,7 mil hectares) em 2022.

Da redação com informações da Secom

Foto: Aires Mariga / Epagri