Governador vistoria trabalho de revitalização da SC-401

A obra está com 51,7% dos trabalhos executados e deve ficar pronta em dezembro

O governador Carlos Moisés vistoriou os trabalhos de revitalização da SC-401, em Florianópolis, na noite desta segunda-feira, 24. Moisés que estava acompanhado do engenheiro responsável pela obra, acompanhou parte do serviço de troca do pavimento e da instalação de canaletas para drenagem pluvial entre os quilômetros 16 e 17 da rodovia. A obra está com 51,7% dos trabalhos executados e a expectativa é que o serviço seja finalizado até dezembro deste ano.

Durante a vistoria, Carlos Moisés lembrou que a obra começou a ser executada com recursos próprios, fruto das economias realizadas pela atual gestão. O investimento é de R$ 31,5 milhões, incluindo a supervisão. “Quando estiver totalmente pronta, essa obra vai dar mais segurança aos visitantes e a todos que se deslocam diuturnamente entre o Norte da Ilha e o Centro da cidade. É uma revitalização importante que estamos conseguindo executar mesmo com todas as dificuldades provocadas pela pandemia, a exemplo da queda de arrecadação. Estamos mantendo o compromisso de investir na infraestrutura catarinense”, destacou o governador.

A SC-401 é a rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina. O trabalho de revitalização, aguardado há mais de 10 anos, abrange um trecho de 12 quilômetros entre o bairro Itacorubi e o entroncamento com a SC-402, em Ratones.

Um dos objetos da revitalização era a correção de traçado da rótula do bairro João Paulo, já concluída. Os serviços de fresagem estão 91% concluídos. Os trabalhos de alargamento no corte do morro do Cacupé e a faixa de tráfego adicional, próxima ao cemitério do Jardim da Paz, também estão em ritmo acelerado.  A pavimentação definitiva, com o reforço de asfalto em borracha, está com 59% dos trabalhos realizados.

Ainda durante a vistoria, o governador conversou com operários e lembrou que a obra ocorre no período noturno, para não provocar transtornos aos motoristas. Ele destacou também que nenhum acidente grave foi registrado durante as obras, devido à sinalização realizada pela empresa.

Da redação: Leonardo Borges/Secom
Foto: Maurício Vieira/Secom