17/07/2024

Folha do Norte da Ilha

O jornal mais tradicional do norte da Ilha de Santa Catarina

Santa Catarina prorroga Campanha de Vacinação contra a gripe até o dia 30

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina (Cosems) prorrogaram a Campanha de Vacinação contra a Gripe em todo o estado até o dia 30 de junho. A medida leva em consideração o aumento do número de internações por gripe, especialmente de crianças e de idosos, e a baixa cobertura vacinal alcançada até o momento de 41,9%.

A Campanha começou no dia 10 de abril somente para a população dos grupos prioritários e desde o dia 12 de maio a dose está liberada para toda a população a partir dos seis meses de idade.

A medida leva em consideração o aumento do número de internações por gripe

A gerente de doenças infecciosas agudas e imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), Arieli Schiessl Fialho, lembra que, apesar da dose estar disponível para todos, é importante que a população dos grupos prioritários como idosos, crianças, gestantes, pessoas com comorbidades, que são as pessoas mais vulneráveis à doença, garantam a sua dose.

De acordo com o último divulgado pela Dive, até o dia 22 de maio foram confirmados 318 casos graves da doença, que precisaram de hospitalização. Deste total, 20 pessoas morreram, sendo que a maioria era idosos com 60 anos ou mais e crianças, a maior parte com algum fator de risco e/ou comorbidade. Ainda segundo dados do boletim é possível observar um aumento significativo no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por influenza nos primeiros meses do ano de 2023 em comparação aos últimos cinco anos.

“É justamente por causa do grande número de óbitos envolvendo pessoas dos grupos prioritários que insistimos tanto na vacinação desse público e optamos pela prorrogação da Campanha. O papel da vacina é impedir o agravamento da doença e, consequentemente, evitar hospitalizações e mortes. Então, mais uma vez, fica o nosso apelo para que o público-alvo se vacine, aproveite mais essa oportunidade, para que os pais levem os filhos para tomar a dose, porque a nossa cobertura ainda está baixa”, destaca a gerente de imunização.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a cobertura da vacinação no Estado está em 41,98%. Nos idosos com 60 anos ou mais, a cobertura é de 49%; já nas crianças, a cobertura é ainda menor, 31%. A meta de vacinação é de 90% de cada um dos grupos prioritários.

Para tomar a vacina contra a gripe basta procurar um ponto de vacinação. As secretarias municipais de Saúde são responsáveis por organizar os locais e horários de aplicação de doses. A Secretaria de Estado da Saúde pede que a população busque informações sobre a vacinação junto aos municípios.

Da redação com informações da Dive
Fotos: Banco de Dados/FN